29 de outubro de 2015

Dia Nacional do Livro! Porque amo livros?

Oi gente!

Vivem me perguntando por aí, porque amo ler, porque amo livros? Eu sempre respondia que foram os livros que me ajudaram a gostar tanto de escrever. Porque sempre li muito, desde criança, e sempre fui muito imaginativa. Mas não é só isso. Livros trazem informação e com ela cultura e conhecimento. Mesmo sendo ficção, você descobre novos vocabulários, aguça a imaginação e tem assunto de sobra para discutir com quem também gosta de ler. E hoje, no Dia Nacional do Livro, aproveitando o convite da amiga Pati Dias para uma postagem coletiva, resolvi falar (mais) um pouco do meu amor pelos livros. Começo respondendo a tão habitual pergunta: - Porque amo livros?



Não são poucos motivos né? (rs). E é por isso que, não só pelo ato de ler, mas o livro físico é a minha paixão. Gosto de folhear, organizar, admirar a capa e sim, também cheiro livros...hahaha! Enquanto a nova geração de leitores é adepta ao livro eletrônico (e eu apoio porque toda leitura é bem-vinda), eu não consigo me desgarrar do livro "papel". Por isso que adoro baguncinhas como essa abaixo.

Momento organização dos meus livros.
Sou muito eclética para leituras. Tenho é claro, meus gêneros e autores preferidos, mas não dispenso uma novidade e a indicação de um colega leitor. Mesmo assim, todo leitor que se preze tem as suas preferências e "xodós". Então vou falar um pouquinho dos meus. Começando com Jane Austen, que é para mim uma das maiores inspirações para romance. Já tenho uma série de postagens sobre ela e suas obras aqui no blog, só clicar aqui.

"Mansfiel Park", de Jane Austen.
Outra de minhas paixões literárias é a história de Lewis Carrol, "Alice no País das Maravilhas". Não é novidade nenhuma para quem acompanha o blog e já temos aqui um vasto repertório sobre o tema, inclusive um Encontro de Fãs promovido em julho por mim e pela amiga Pati Dias. Veja aqui

Um exemplar de "Alice no País das Maravilhas", em espanhol.
Ah gente! Taí um tema que ando me enrolando, me enrolando, me enrolando. Porque o amor é tanto e a responsabilidade maior ainda, em falar de um autor e suas obras, que na minha opinião, representa a genialidade do gênero fantasia. J. R. R. Tolkien não só me inspira, como é um mito em minha vida. Sou fã incondicional desde as primeiras leituras, em 2002, já tenho e li todas as obras abaixo (embora confesso ainda faltam algumas) bem antes das versões cinematográficas. E olha só, de tão fã, acabei conhecendo o marido conversando sobre Tolkien. Sim, Tolkien é nosso padrinho, nossa aliança foi gravada em élfico e foi uma emoção juntar nossas coleções de itens "tolkinianos"...rs. Me comprometo a falar de Tolkien em 2016, estou guardando o tema porque as postagens precisam ser bem especiais e com os planejamentos que venho fazendo, serão!


Também adoro livros que tenham como tema o "amor aos livros"! E pesquisando, descobri que as opções são inúmeras, ainda tem muitos na minha lista para ler. Mas eu cito como exemplo o que mais me tocou até agora, famoso inclusive por ter versão cinematográfica recente, "A menina que roubava livros", de Markus Zusak. 


E aquelas surpresas literárias que marcam sua vida? A trilogia "Fronteiras do Universo", cujo primeiro volume virou filme mas não vingou (infelizmente!) porque não foi tão fiel ao livro, me conquistou lá pelos anos de 2006/2007 e marcou uma época da vida de forma única. Essa trilogia dá assunto para várias postagens!


Como comentei, gosto de variar os temas. Quando estive na Bienal do Livro de SP, em 2014, autografando meu livro "O diário de Lirityl", adquiri vários livros em promoção e também ganhei muitos exemplares. Essa pilha aqui embaixo, contém um pouquinho do conteúdo literário que trouxe na minha bagagem de volta, alguns títulos inclusive, autografados pelos autores. Tem mais conteúdo nas postagens sobre a Bienal, só clicar aqui.


Também tenho me envolvido em vários projetos voltados para o incentivo à leitura. E como eu atuo? Na intermediação entre doadores e receptores de livros, sejam eles os leitores finais ou os projetos que propiciem a eles os exemplares. Por incrível que pareça, a realidade é que existe muita gente por aí jogando livro no lixo (sim!!!!) porque não tem para onde destinar. E tem mais gente ainda querendo muito ler mas sem recursos para adquirir os livros. Aí que nós entramos! A foto abaixo é uma das recentes doações que recebi e que já foi repassada para um dos projetos.


E por último, não menos importante, meu atual vício literário. Os livros da série Darkover de Marion Zimmer Bradley (a autora de "As Brumas de Avalon")! A série é composta por 17 livros traduzidos para o português e mais 3 em inglês. Eu havia me proposto ler os 17 ainda esse ano, mas seria uma leitura só do começo ao fim. Após ser convidada para participar de dois grupos de leitura e levando em conta as necessidades literárias para atender a demanda da faculdade, não deu! Apesar de passar o ano lendo vários livros em paralelo e muitos temas misturados, só consegui ler quatro. Mas a meta continua para 2016 e já tem resenhas dos que li aqui no blog. Só clicar aqui.


E assim encerro minha postagem coletiva do Dia Nacional do Livro, indicando o blog das amigas do grupo "Heroínas de Jane Austen", que como eu, amam os livros! Pati Dias, do Casinha de Livro e Nice Sestari, do Ipsis Litteris, vem comigo ver suas postagens? Só clicar nos links.

Beijos!

1 comentários:

Patricia Dias disse...

Ale,
Adorei sua postagem. Basta olhar para essa sua mesa abarrotada de livros para ver quantos bons motivos para ler. É só começar!
E conhecer o marido através da leitura é bem coisa de leitor viciado, rsrsrsr
Bjs