15 de outubro de 2018

EU LI: Orlando e o Escudo da Coragem (Ana Lúcia Merege)

Oi gente!

Eu não disse que nesse mês de outubro estaria alternando minhas dicas com os melhores temas? Infantil e Halloween! \o/

E hoje vou comentar um pouquinho sobre o novo livro da escritora Ana Lúcia Merege, que como vocês já sabem, sou muito fã! No ano passado fiz uma resenha em vídeo sobre “Anna e a Trilha Secreta”, outro livro dela que gostei muito. Para assistir clique aqui, porque hoje nós vamos falar sobre "Orlando e o Escudo da Coragem. =)


Em Orlando temos um protagonista de 12 anos, que apesar da pouca idade não esconde desde os primeiros capítulos sua sensibilidade e visão além do alcance! Aquela visão originada da palavrinha amada que todos os fãs de fantasia adoram ouvir: Magia!

Isso mesmo, Orlando tem o dom da Magia e a capacidade de ouvir conselhos através de sonhos e da sua intuição. Além desse dom, que a princípio é um segredo só dele, Orlando teima em treinar o seu falcão Vesgo, que como o nome já diz, tem dificuldades com a visão, ausência de uma qualidade para um falcão caçar. Só que aos poucos, Orlando vai percebendo na realidade que Vesgo, com sua dificuldade, aperfeiçoou divinamente outras habilidades! Essa descoberta se dá aos poucos, trazendo ao leitor a identificação, a sensibilização em torno de algo inerente a cada um de nós. Afinal de contas, além de possíveis limitações físicas, quem não tem limitações em algum aspecto, não é mesmo? Seres humanos imperfeitos, é o que somos! Mas o segredo é... avante! Descobriremos nossos talentos!

Dedicatória do livro! \o/
Logo no início da história, Orlando é convidado para ser escudeiro de seu irmão Lionel, no torneio das Colinas Negras. Mas por um mero acaso ele acaba protagonizando uma grande aventura, descobrindo-se, e ao mesmo tempo, deixando lições de lealdade, amizade e coragem. Pois é. “Orlando e o escudo da coragem” é principalmente, como o nome já aponta, uma história sobre coragem. Coragem se baseia em ausência de medos? Ou significa enfrentá-los? Coragem não seria também enxergar no próximo seus talentos e não depreciá-lo em prol de padrões sociais?

As ilustrações do Erick Sama agregam  ainda maisvalor às histórias da Ana!
Cheguei a me lembrar e resgatar um mini conto que escrevi e que agora faz parte de um projeto de história que está saindo. Em uma passagem, a águia diz à menina: "- Coragem não é a falta do medo, - disse a águia para Clarinha. O medo está sempre presente. Coragem é resistir ao medo e libertar a confiança dentro de você."

Preciso de mais argumentos para dizer porque gosto tanto da literatura da Ana Merege? ;-)


Assim como em “Anna e a Trilha Secreta”, esse livro não é um livro apenas para crianças e jovens, na minha opinião deve ser lido por pais e principalmente, utilizado pelos professores em escolas, pela rica literatura e cunho educativo. 

Destaque também pelo belo trabalho da Editora Draco. "Orlando e o Escudo da Coragem" foi editado nos mesmos padrões de "Anna e a Trilha Secreta", deixando os dois lado a lado embelezando a estante.  Espero que sejam presságios de outras histórias que vem por aí!

Boa leitura!

13 de outubro de 2018

O PODER DAS HISTÓRIAS - PARTE 1 | Portão Literário

Oi gente!

Aproveitando o feriado para descansar um pouquinho mas deixando aquele vídeo que já estava devendo faz tempo!
Ontem foi Dia das Crianças e na próxima segunda será o Dia do Professor. Juntei as comemorações e inaugurei uma série de vídeos com foco no curso que apliquei na faculdade em 2017: "O Poder das Histórias"! Espero que gostem!

Clique para assistir

8 de outubro de 2018

EU LI: O Sangue dos Monstros (org. Dione M. S. Rosa e Adriano Siqueira)

Oi gente!

Hoje trouxe um pouquinho de uma coletânea que tem tudo a ver com o mês de Halloween: O Sangue dos Monstros, organizada pelos colegas Dione M. S. Rosa e Adriano Siqueira, que também participam do Núcleo de Literatura e Cinema André Carneiro. E se você quiser saber mais sobre o Núcleo, tem algumas informações nessa postagem aqui.


"O Sangue dos Monstros" não é uma antologia do Núcleo, porém organizada pelos dois participantes, em continuidade a um projeto que iniciou com "O Sangue dos Vampiros" e que, segundo me informaram, vem mais coisa boa por aí! \o/

Eu adquiri meu exemplar no evento de lançamento, que também lançou a coletânea do Núcleo "Passageiros do Desconhecido". E consegui dedicatória de vários autores que estavam lá! 


Me chamou a atenção a proposta desse livro, ao perceber que os autores foram desafiados a buscar em sua imaginação, protagonistas monstros para compor os contos. Justamente porque quando buscamos a imagem que representa a palavra "monstros" no senso comum, é normal nossa mente trazer a lembrança de algum ser fantástico ou mitológico, de aparência aterrorizante ou não, porém que cause muito medo. Não é assim normalmente?

Mas quando pensamos na memória individual, essa figura se torna tão abrangente, assume tantas formas quanto são os medos e o conhecimento de mundo de cada um. Existem inclusive, os chamados "monstros internos", ao nos referirmos aos nossos medos e fraquezas. Enfim, um prato cheio para os escritores né? 


E é isso que encontramos em "O Sangue dos Monstros". Histórias originais e criativas, desde "O mistério das camisetas com os rostos de pessoas aterrorizadas" até "O mistério do monstro que comia discos de vinil". Achou os títulos engraçados? Pois afirmo que as narrativas não tem nada de engraçado não, são de arrepiar! Esses dois contos são de autoria do Adriano Siqueira (autor da dedicatória acima), um dos organizadores do livro e grande conhecedor do universo de vampiros e literatura de terror. No site Poltrona Digital você pode conhecer um pouco mais sobre sua experiência.



A Dione M. S. Rosa, também organizadora do livro, é destaque do começo ao fim da obra. Além de assinar dois contos, "Vampíricos nenúfares" e "O anel maldito" (um dos meus preferidos!), assina o prefácio, a orelha e a quarta capa, provando também ser uma expertise na temática. Até poesia de sua autoria tem na abertura do livro (foto acima), para a leitura já começar no clima! Dione tem vários trabalhos publicados e você pode conhecer um pouco mais da autora em uma entrevista no canal do Adriano Siqueira. Só clicar aqui.


Além dos mencionados, também participam da coletânea os autores: Bianca Luna, Eduardo B. S Silveira, Francisco Souto Neto, Rafael Golob, Rubens Faria Gonçalves e Valter Cardoso. Como já mencionei, gostei muito de "O anel maldito", da Dione, que narra a macabra história da Samantha e um anel cor de esmeralda. "O mistério das camisetas com os rostos de pessoas aterrorizadas", do Adriano Siqueira, coloca o terror em nossa era consumista e deixa aquela pitada de reflexão. "O monstro nosso de cada dia nos dai hoje", de Eduardo Brindizi Simões Silveira, me lembrou aqueles episódios de Arquivo X que eu amava assistir. Muito bom!

E por aí vai. Leituras de terror não podem ser muito detalhadas, o risco de spoiler é grande, maior ainda para leitoras empolgadas como eu (rs). Os demais contos vão de monstros no sótão até pactos demoníacos, instigando nosso medo e curiosidade em virar cada página. 

A publicação é da Editora DTX, que mais uma vez acertou na capa. Para quem curte a temática, basta olhar para o livro para sentir aquela vontade de ler, não só no mês de Halloween, mas a qualquer hora.

Boa leitura!

6 de outubro de 2018

EU LI: O leitor fingido (Flávio Carneiro) | Portão Literário

Oi gente!
A leitura do desencalha de outubro foi bem interessante. Aquele livro que conversa com o estudioso da literatura, com o escritor e com o leitor comum, em uma linguagem leve e empática.
Confirma no vídeo de hoje minhas impressões sobre "O leitor fingido", de Flávio Carneiro.

Clique para assistir

3 de outubro de 2018

EU LI: O Melhor Lugar do Mundo (Aline Assone Conovalov)

Oi gente!

E eis que chegou o mês mais divertido do ano! Na minha opinião é claro. =)
Isso porque eu amo o Dia das Crianças e as comemorações de Halloween, aí esse ano decidi mesclar as duas temáticas e caprichar nas postagens do blog e vídeos do canal. Preparem-se!

Para começar a diversão, hoje nós vamos comentar sobre esse livro cativante que chegou por aqui, da Lura Editorial, que acabou de inaugurar seu selo Lurinha para literatura infantil. \o/


"O Melhor Lugar do Mundo" é o trabalho de estreia da autora Aline Assone Conovalov. Além dele conter uma história linda e apaixonante, foi lapidado com ilustrações incríveis do Marcio Perrella Jr. O livro conta a história do Léo, um coelho de três aninhos que mora com sua família em um bosque. Questionador e inteligente, ele sai por aí fazendo mil perguntas, principalmente para seu avô Carlos, que as responde ao mesmo tempo que ensina ao Léo sobre a importância da leitura. =)
 

Porém, como Léo não se contenta com pouco, descobre uma pergunta que o deixa novamente curioso e afobado: - Onde é o melhor lugar do mundo?

Eu sempre fui adepta ao clichê "o melhor lugar do mundo é dentro de um abraço", mas confesso que depois de acompanhar o Léo nessa jornada em busca da resposta, me convenci que há um lugar ainda mais fantástico para definirmos como "o melhor lugar". 


Uma história bem escrita com uma produção caprichada, não poderia ser diferente. Dá gosto folhear as páginas e adentrar no colorido das ilustrações e no mundo do Léo! Entre uma e outra aventura em busca de respostas, a autora interage diretamente com o leitor criança, fazendo-o responder e aprender junto com a leitura. 



E para você? Qual é o melhor lugar do mundo? Já pensou em dar uma bisbilhotada no mundo do Léo para saber qual foi a resposta que ele encontrou? Fica a dica para o Dia das Crianças!

Boa leitura!