24 de abril de 2015

Diário de viagem Alagoas - [Visitando escolas em Luziápolis]

Oie!


Agora chegou minha parte preferida da viagem! Mas se quiserem saber como foram os passeios por Maceió, é só conferir os posts anteriores da série Diário de Viagem. E hoje vou começar a contar minha história em Luziápolis, um distrito localizado às margens da BR 101, no município de Campo Alegre em Alagoas.

Quem acompanha deve lembrar sobre a turminha do 4º ano, dirigida pela tia Simone, que estava usando o livro da Lirityl na escola Cícero Mizael. Senão acompanhou, os detalhes estão aqui nessa postagem. Durante o ano de 2014, troquei cartinhas com os alunos, fui homenageada e até conversei com a turma pelo telefone. Me emocionei diversas vezes, uma delas está aqui. Para fechar com chave de ouro, fui convidada pela escola para participar de um lindo projeto, escrevendo um livro com as crianças e o melhor, estar presente e conhecê-las pessoalmente no evento de lançamento. Claro que aceitei!! E depois de todo o planejamento, em setembro de 2014 consegui uns dias de férias e emendei com o evento para conhecer a capital de Alagoas, Maceió. 

Depois de alguns dias na capital, o Sub-Secretário de Educação de Campo Alegre veio me buscar pessoalmente e partimos para Luziápolis. A viagem não é longa, em torno de 1:30h de carro. Chegando na cidade, fomos direto para as escolas. No primeiro dia, conheci duas escolas, uma delas a mais carente da região (Menino Jesus de Praga), e da qual vou falar aqui. 

Poucas fotos e sem muita qualidade, pois foram fotos que "pesquei" das pessoas que estavam nos eventos, peguei no Facebook e recebi por WhatsApp. Lá não consegui focar em fotos, e nem fiz questão, tudo foi tão perfeito que só registrando na memória já valeria a pena!

Fachada da escola Menino Jesus de Praga, a primeira que visitei em Luziápolis.
Chegando na escola, fui recebida com o maior carinho pela diretora, professoras e principalmente, os alunos. Foi um momento muito único, eu andava pelos corredores e ouvia as crianças dentro das salas "faceiras" falando da minha visita. E na primeira turminha que entrei, logo um aluno me deu as boas-vindas publicamente. Tem um vídeo mostrando todo esse carinho!



A coordenadora Dilma é que estava fotografando no vídeo, uma querida! Me recebeu toda amorosa, fez até um bolo para lancharmos depois das visitas. Mas voltando para a sala, depois as professoras falaram dos trabalhos do livro e até de um conto do projeto Conto & Arte que utilizaram em sala de aula.

Conversa com as professoras sobre as aulas e o conteúdo do livro.
Um momento inesquecível foi na saída, quando eu pedi para dar um beijo e um abraço em cada aluninho. Alguns se penduravam em mim, outro estavam envergonhados, mas em todos senti um carinho sem igual. Já tinha trabalhado aqui em Curitiba com crianças carentes, mas de verdade, nunca senti o que senti lá. Depois o sub-secretário e professoras elogiaram meu comportamento, dizendo que foi maravilhoso o que fiz (abraçar e beijar cada um), que não esperavam isso. Gente, isso prá mim é básico, é natural, é ser humano! =)

Momento especial, recebendo o carinho da criançada.
Em cada escola que visitei deixei um exemplar do meu livro, como retribuição pelo carinho. Essa é a dedicatória para a Escola Menino Jesus de Praga, entregue em mãos para a diretora da escola. 

Dedicatória no livro entregue para o acervo da escola.
Na outra escola, a Felizardo Souza Lima, mais emoção! As crianças recitaram poesias minhas, leram um conto do livro, me fizeram muitaaas perguntas e novamente me encheram de carinho. Nos três vídeos abaixo mostra um pouquinho da visita e da minha conversa com os pequenos.




Saindo das escolas, foi a vez de eu conhecer o Instituto Céu Aberto, cujo presidente é o sub-secretário de Educação, Claudio da Costa, que foi praticamente meu "motorista particular" nos três dias que passei lá. Ele e sua fiel escudeira Rosicleide, me levaram, me buscaram, me orientaram. Só tenho a agradecer o apoio dispensado. O Instituto é uma organização sem fins lucrativos, que visa promover melhorias na qualidade de vida da comunidade. Para isso promove cursos, programas sociais, e tem uma biblioteca se formando lá!! 

Entrevista com as alunas do curso de artesanato. Professora Emirielle.
No Instituto fui recebida com festa! Doces, presentes e mais carinho! As meninas do curso de artesanato pediram uma entrevista comigo e lá fui eu. Assunto era o que não faltava, até de scrapbook nós falamos. Depois que voltei à Curitiba, enviei uma caixa de material para a professora se divertir.


E esse foi um resumão do meu primeiro dia em Luziápolis. Espera prá ver os outros! Na próxima postagem sobre o assunto, vou contar tudinho sobre o primeiro dia do evento da Escola Cícero Mizael, do talento das crianças e capricho dos pais e professores, e da surpresa maravilhosa que recebi.

Indescritível a sensação de ser esperada, ser lembrada, ser acarinhada por pessoas tão distantes da sua realidade e da sua vida, mas das quais se deixa um pouquinho de nós, com a certeza que eu também trouxe, para sempre, um pouquinho deles comigo.

Beijos!

1 comentários:

Sue Ellen Nascioli disse...

Que delícia de post, amiga!!!
Fiquei emocionada só de ler.
Esse carinho e reconhecimento dos pequenos não tem preço e faz tão bem ao coração.
Continue espalhando magia e amor por aí.
Parabéns!!!!
Um ótimo fim de semana, beijossss.