10 de agosto de 2018

EU LI: Três Viajantes (Thiago Tizzot)

Oi gente!


No primeiro semestre desse ano eu fiz um curso de escrita aqui em Curitiba e juntamente com a Gabriela Ribeiro, o Thiago Tizzot foi meu professor. Muitas vezes você lê o livro e depois quer conhecer o escritor. Nesse caso o sentido foi inverso, eu conheci o escritor e quis ler seus livros. 

Então visitei a Arte & Letra e adquiri meu exemplar de "Três Viajantes". Para quem não conhece a Arte & Letra, é uma livraria-editora-café curitibana, sempre inclusa nas minhas indicações como ponto turístico literário em Curitiba. Os motivos? Entra no site e morra de vontade de visitar, porque agora vamos falar do livro. ;-)


“Três Viajantes” foi publicado em 2014 e descobri que seu personagem principal, o Estus, já faz parte de outras histórias do autor, que envolvem Breasal, seu mundo fictício. 

Na história Estus segue acompanhado de Rusc e Lisael, todos prisioneiros nas masmorras da Fortaleza de Perfain, quando a história dá início. Depois eles partem para uma aventura e precisam buscar respostas que envolvem registros antigos. Sim! Um dos destinos dos aventureiros é a Biblioteca de Krassen, o que nos leva a descobrir que o autor inseriu na história aspectos da literatura e amor aos livros, e que obviamente, já ganharia a leitora aqui só por isso. Mas não fica nisso! A história tem conflitos, reflexões e encontros, como a inserção de uma personagem feminina bem importante na aventura, a Aetla, uma andarilha que ajuda os três viajantes a buscarem respostas para um antigo segredo. Personagens cativantes e cenários bem bacanas!


Também preciso destacar que o livro tem notas de rodapés que indicam publicações do autor em outras obras, onde se é possível conhecer mais sobre um lugar ou personagem citado, como é o caso do “mosteiro de Nafgun”, cuja nota na página 18 aponta para o conto “Qenari” no livro “A Ira dos Dragões e outros contos”. É a primeira vez que vejo isso em um livro de fantasia e gostei bastante! 


É um livro curto, com 139 páginas, uma leitura rápida mas que justamente por isso, além de deixar no leitor aquele gostinho de quero mais, ganha minha recomendação para uso nas escolas. Assim como quando indiquei “Anna e a Trilha Secreta” da autora Ana Lúcia Merege. É de livros assim que os alunos precisam para adquirir o hábito da leitura. Objetividade, clareza, fantasia, mistério, histórias fictícias embutidas de reflexões válidas como essa de “Três Viajantes”: - É possível saber de todo o seu futuro?

Thiago Tizzot também é autor de "A Ira dos Dragões", lançado em 2009 e "Segredo da Guerra", lançado em 2005. E para quem sentiu curiosidade em conhecer o universo de Breasal, tenho uma novidade. Soube há poucos dias que no próximo ano a Arte & Letra publica “A Queda do Abutre”, a primeira HQ passada em Breasal, com textos do próprio Thiago e ilustrações de Ibraim Roberson

Eu já estou esperando!

Boa leitura a todos! 

2 comentários:

gildett marillac disse...

Passo um tempo sem comentar, mas estou sempre entrando no seu universo maravilhoso dos livros, esta sua resenha me deu vontade de adquirir os livros dele para um leitor mirim de 9 anos, que adora livros... Você recomenda? Quanto a Arte e Letra, não conheço Curitiba mas já quis ir , me vendo dentro dela. Bjs

Ana disse...

Parece bem legal o livro do Thiago, vou conferir. Fiquei feliz por ter citado o meu, obrigadíssima!