31 de julho de 2015

Adaptações de Alice para o cinema e televisão

Oi gente!

E hoje encerramos o mês de comemorações dos 150 anos da publicação de "Alice no País das Maravilhas"! Ah, que pena! Ainda tinha tanto para mostrar. Mas como já era antes, a Série Alice continuará ativa, e frequentemente trarei postagens sobre o tema. Bom, hoje eu escolhi falar sobre as mais famosas adaptações cinematográficas da história. Desde Disney até Tim Burton, quem nunca assistiu alguma? Vamos relembrar?

Cena do filme Alice, dirigido por Tim Burton em 2010.

A história de Lewis Carroll já recebeu várias adaptações para o cinema. A primeira foi em 1903, dirigida por Cecil Hepworth e Percy Stow. O filme é mudo e em preto e branco.

Imagem da primeira adaptação do livro para o cinema, em 1903. Direção: Cecil Hepworth e Percy Stow
Em 1910, sete anos mais tarde, o norte-americano Edwin S. Porter dirige sua versão da história. A adaptação também é muda e tem curta duração, apenas dez minutos.

Adaptação de 1910. Direção: Edwin Stanton Porter

Em 1931, ano do centenário de nascimento de Lewis Carrol, foi produzida a primeira versão de Alice com som e o papel de Alice interpretado por Ruth Gilbert.

Ruth Gilbert interpretando Alice na primeira adaptação com som para o cinema, em 1931. Direção: Bud Pollard

A Paramount Pictures lançou sua adaptação logo depois, em 1933. Foi uma das versões em que Alice foi considerada, pelas suas vestes e cabelo, mais similar às ilustrações de John Tenniel.

Adaptação cinematográfica da Paramount Pictures, em 1933. Direção: Norman Z. McLeod

Em 1949 chegou outra adaptação em versão francesa, "Alice au pays des merveilles", dirigida por Lou Bunin.

"Alice au pays des merveilles", adaptação francesa em 1951. Direção: Lou Bunin
A adaptação francesa era para ser um filme grandioso na época, mas foi "atropelado" pela famosa versão da Walt Disney, de 1951. No ano de estréia a animação não fez o sucesso esperado, mas foi resgatado nos anos 70, acredita-se que devido ao seu conteúdo psicodélico.

Versão da Disney para o clássico, em 1951. Direção: Clyde Geronimi, Wilfred Jackson e Hamilton Luske

Em 1966, além de uma animação norte-americana e outra da Hanna Barbera feita para a TV, o cinema ganhou uma produção britânica na BBC.

Produção britânica para o clássico, em 1966. Direção: Jonathan Miller

Houve até um musical em 1972, uma produção britânica com 24 canções. Ganhou o prêmio de Melhor Fotografia no BAFTA Film Award.

Musical britânico em 1972. Direção: William Sterling

Meryl Streep em 1982 também estrelou um musical de Alice, produzido exclusivamente para a TV e exibido pela NBC. A produção ganhou uma indicação ao prêmio Emmy.

Produção exibida em 1982 pela NBC, com Maryl Streep interpretando Alice. Direção: Emile Ardolino
Depois de 1982 a história se popularizou e ganhou várias outras adaptações. Em 1983, uma adaptação com a atriz Kate Burton no papel de Alice, foi inspirada em um musical da Broadway.

Adaptação de 1983. Direção: Kirk Browning

E olha que legal! Ainda em 1983, houve até uma série animada contendo 52 episódios. Produzida pelo estúdio japonês Nippon Animation, ela era caracterizada pelo fato de que, ao final de cada episódio, Alice retornava para sua casa.

Série japonesa inspirada em Alice, de 1983. Direção: Shigeo Koshi e Taku Sugiyama

Em 1985, foi produzida para a televisão uma versão estrelada por Natalie Gregory, que na época tinha 10 anos. A adaptação foi dividida em duas partes.

Adaptação de 1985 para a televisão. Direção: Harry Harris

Outra adaptação nos anos 80, mais precisamente em 1988, foi uma versão cult produzida na antiga Tchecoslováquia. Com o título original de "Neco z Alenky", o diretor arriscou uma versão surrealista, mesclando atores com animação em stop motion, que apesar de ter sido considerada sombria e perturbadora, trazia Alice em um vestido rosa.

Adaptação de 1988. Direção: Jan Švankmajer

De 1991 a 1995 uma série de TV foi produzida pela Disney Channel. Nessa versão, Alice é uma estudante que chega da escola com problemas, e ao passar pelo espelho, vai parar no País das Maravilhas.

Série de TV produzida pela Disney Channel. Direção: diretores diferentes por episódio.
Outro filme foi produzido pela TV e transmitido nos EUA pela NBC, em 1999. Este teve vários atores de peso no elenco, como Ben Kingsley, Whoopi Goldberg, Gene Wilder e Miranda Richardson, e ganhou quatro prêmios Emmy. 

Adaptação de 1999. Direção: Nick Willing

Em 2008 foi produzido um longa-metragem pela equipe da série "Vila Sésamo". Foi lançado diretamente em DVD e a personagem rosa Abby Cadabby interpreta o papel de Alice.

Vila Sésamo também foi palco para a história de Alice. Direção: Kevin Clash

Em 2010 a história ganhou fôlego novamente na tela do cinema, pela visão do diretor Tim Burton. A produção foi estrelada por Johnny Depp no papel de Chapeleiro Maluco. E que na minha opinião, destacou-se mais que a Alice, interpretada por Mia Wasikowska. Na versão de Tim Burton, que mistura as duas histórias, "Alice no País das Maravilhas" e "Alice através do espelho", Alice já não é uma menina, é uma moça de 19 anos que retorna ao mundo mágico do autor. Particularmente achei a fotografia do filme perfeita e a maquiagem dos atores impecável.

Adaptação cinematográfica de 2010. Direção: Tim Burton.
Tem uma versão bem atual que eu quero muito assistir. Sou muito fã do seriado Once Upon a Time, que por ter alcançado muitos fãs, originou um spin-off chamado Once Upon a Time in Wonderland, que só tem uma temporada, mas baseada inteirinha na obra de Alice. Está na minha fila!!!


Ufa! Acho que é isso! E com certeza, esqueci alguma coisa ou em minhas pesquisas acabei não encontrando. Porque Alice é assim, uma obra literária eternizada que sempre vai inspirar os fãs e aguçar a curiosidade. Seja em grandes produções ou em eventos locais, o mundo de Alice é mágico, colorido e criativo. 

Itens da minha coleção Alice.
Eu por enquanto só tenho os dois filmes mais famosos, mas já andei bisbilhotando alguns sites que vendem filmes antigos. Quem sabe minha coleção não aumenta? 

Bom, o mês de Alice no blog chega ao fim e a mim resta agradecer a todos que visitaram, comentaram, enviaram mensagens e curtiram as postagens. MUITO OBRIGADA!

Beijos!

2 comentários:

ANNA TORCHIA disse...

Ale.....amei as postagensssss....adoro a Alice e esse mês foi demais no seu blog com todas essas informações.....bjs enormes

Patricia Dias disse...

Adorei esse apanhado cinematográfico. Realmente Alice segue sendo um clássico atual e inspirador!.
No YouTube dá pra ver trechos de alguns desses filmes.

Bjs,